Movimento Paulistano de Luta Contra a Aids call [11] 98212-6950 email mopaids@gmail.com

Covid-19 faz despencar busca por PEP em São Paulo

A queda abrupta tem relação direta com o isolamento social, com restaurantes, bares e boates fechados.

Agência Aids
24/04/2020

Recomendada para a prevenção do vírus HIV após o sexo sem camisinha, a profilaxia chamada PEP administrada pelo Hospital Emílio Ribas, em São Paulo, despencou com a chegada da pandemia do coronavírus.

Os dados de pacientes que buscaram a profilaxia pós-exposição são: 496 casos em janeiro, 472 em fevereiro, 303 em março e 34 em abril (até o dia 22). A queda abrupta tem relação direta com o isolamento social, com restaurantes, bares e boates fechados. Além disso, por risco de infecção, a vida sexual de jovens solteiros tem passado por mudanças.

Covid e HIV

Como na população em geral, pessoas idosas vivendo com HIV ou pessoas vivendo com HIV com problemas cardíacos ou pulmonares podem estar em maior risco de serem infectadas pelo vírus e de apresentarem sintomas mais graves. Todas as pessoas que vivem com HIV devem procurar seus profissionais de saúde para garantir que eles tenham estoques adequados de medicamentos essenciais. Apesar da expansão do tratamento do HIV nos últimos anos, 15 milhões de pessoas vivendo com HIV não têm acesso à terapia antirretroviral, o que pode comprometer seu sistema imunológico.

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) afirma que os serviços de HIV devem continuar disponíveis para pessoas que vivem com HIV e que estejam em risco de infecção pelo vírus HIV. Isso inclui a garantia da disponibilidade de preservativos, da redução de danos, da profilaxia pré-exposição e da testagem de HIV, entre outros insumos da prevenção combinada.

Para impedir que as pessoas fiquem sem medicamentos e reduzir a necessidade de acesso ao sistema de saúde, os países devem adotar a implementação completa da dispensação de três meses ou mais de tratamento contra o HIV.

O acesso aos serviços de COVID-19 devem ser garantidos para pessoas vulneráveis, incluindo uma abordagem direcionada para alcançar aquelas que são mais marginalizadas e deixadas para trás, removendo barreiras financeiras, como taxas de seviços, entre outras.

Para orientar as pessoas que vivem com HIV, o Unaids produziu uma cartilha com informações sobre HIV e covid-19.