Movimento Paulistano de Luta Contra a Aids call [11] 98212-6950 email mopaids@gmail.com

População negra tem maior dificuldade de continuar uso de PrEP

Pessoas de populações com taxas mais altas de diagnósticos de HIV, incluindo jovens e negros, persistiram com a PrEP por períodos mais curtos de tempo.

Agência Aids
07/02/2021

De acordo com dados da conferência HIV Research for Prevention, o uso de PrEP aumentou seis vezes em todo o mundo nos últimos 4 anos, mas permanece aquém da meta de 3 milhões de usuários estabelecida pelo Unaids. O custo e a complexidade do sistema de saúde atuam como barreiras para áreas onde a epidemia de HIV é prevalente, particularmente entre homens negros e latinos que fazem sexo com homens.

Um estudo publicado na Clinical Infectious Diseases descobriu que a raça negra está correlacionada com menor persistência da PrEP.

“A partir deste estudo, descobrimos que as pessoas em populações com as taxas mais altas de diagnósticos de HIV, incluindo jovens e negros, persistiram com a PrEP por períodos mais curtos de tempo em comparação com pessoas em outras populações. Uma melhor compreensão das razões para descontinuar a PrEP informará as intervenções para apoiar o uso da PrEP por pessoas com risco substancial de aquisição do HIV ”, disse a Dra. Ya-lin A. Huang, da divisão de prevenção de HIV/aids do centro de controle e prevenção de doenças (CDC) em Atlanta e uma das responsáveis pelo estudo. “Abordagens de alvo com esforços especificamente projetados para mulheres, pessoas mais jovens e pessoas de cor são necessárias para lidar com suas barreiras para persistir com a PrEP”, completa ela.

Data para marcar a luta das pessoas negras com HIV

O Dia Nacional de Conscientização Negra sobre HIV/Aids é observado anualmente em 7 de fevereiro para aumentar a conscientização, estimular conversas e destacar o trabalho que está sendo feito para reduzir o HIV em comunidades Negras ou Afro-americanas nos Estados Unidos e mostrar apoio às pessoas com HIV nessas comunidades.

Dia Nacional de Conscientização Negra sobre HIV/Aids Black Awareness Day

A primeira vez que a data foi marcada aconteceu em 1999 como um esforço de educação de base para aumentar a conscientização sobre a prevenção, cuidado e tratamento do HIV e aids em comunidades negras.

De acordo com dados do programa Ending the HIV Epidemic: A Plan for America, os negros representavam metade dos indivíduos diagnosticados com HIV em 2017 e 43% das pessoas que foram testadas para o vírus. Vale ressaltar que a população negra representa 13% do total da população americana.

De acordo com um relatório de Morbidade e Mortalidade, negros, hispânicos, latinos e homens mais jovens que fazem sexo com homens tiveram uma diminuição mais limitada no diagnóstico de HIV do que outros entre 2014 e 2018.